Mude sua foto da capa
Mude sua foto da capa
coreografo na area da dança contemporânea, popular e regional, a mais de 19 anos de atuação no estado do Amapá, APAIXONADO PELO QUE FAZ, trabalho sócio cultural ,uma vida na dança
Este status da conta do usuário é Aprovado

Este usuário ainda não colocou nenhuma informação a seu perfil ainda.

Dança
AGUINALDO SANTOS
(96) 999143877

Biografia Aguinaldo Costa dos Santos – Macapá/AP – 1982

Professor de Dança Contemporânea Autodidata; em 2013 concluiu o Ensino Médio. Agrega 25 anos como dançarino, reconhecido pelas quadras juninas “Caipiras do Serão”, “Tradição” e “Cruzeiro do Sul”, iniciou no Grupo de Dança Origem e se profissionalizou na Companhia Princesa Isabel. Hoje, por desenvolver seus trabalhos autorais como coreógrafo há 15 anos, migrou para carreira ‘solo’ ao legalizar sua própria companhia de Dança: “Associação Cultural Corpos que Falam” desenvolvendo trabalhos na área da Dança, do Teatro e das Artes Visuais, mesclando os formatos e os profissionais em seus espetáculos, pois vê nas artes uma forma do ser humano expressar a realidade vivenciada por ele, aperfeiçoou sua técnica, o que lhe rendeu considerável reconhecimento nos palcos da Capital e dos interiores do Estado do Amapá. 

Atribui à suas criações movimentos fortes, expressivos, figurino de cores chapadas e iluminação rítmica vivaz. O uso mínimo da figuração garante espaço relevante a cada um de seus alunos e a contextualização do cotidiano da Amazônia é a marca de seu trabalho.

A fonte de inspiração de suas coreografias são as vivências artístico-educacionais, os relatos que circundam o cotidiano dos jovens que ele ensina os conhecimentos que possui sobre as técnicas de melhor se trabalhar o corpo para o movimento, a cultura amapaense e a vida do caboclo, pois nas palavras do coreógrafo “o artista é a essência do seu cotidiano e a força da sua cultura”.

Dedicado e obcecado em produzir um trabalho cada vez melhor, passou a fazer diversos experimentos em suas apresentações, levando em conta o clima da Amazônia na criação dos figurinos. Atualmente vem produzindo uma tendência nova e expressiva, com o uso de peças exuberantes mescladas com uma maquilagem marcante que geram euforia no público espectador.

Produz desde Espetáculos de Dança em suas múltiplas vertentes, com inicio, meio e fim, até Atrações com Colagens coreográficas singulares. Premiado pelas apresentações: “Negreiros”, “Nordeste”, “Tambores”, “Na Era da Erbocinética”, foi também efusivamente aclamado por trabalhos como: “Serpentianos”, “Inocência Roubada”, “As Noivas de Drácula”, “Entre o Céu e o Inferno: Entre o Sacro e o Profano”, “E se fosse Verdade!”, “Triller” (Projeto Educarte/Faculdade Estácio-AP no Amapá Garden Shopping), “Evangelion: Pra você crer” e “Lilith”, além de muitas outras montagens inéditas elaboradas por encomenda para músicas específicas confiadas por professores da Educação Regular.

Seu trabalho é disputado na capital, profissional respeitado e muito valorizado pelo aspecto social que envolve em seus afazeres, essa característica já pode ser vista, pois, “Um bom artista necessita estar presente em seu tempo e espaço”.